O que comemos

Desde outubro de 2011 iniciamos uma dieta vegetariana estrita, ou seja, nada de carnes, lácteos, ovos e derivados. Em 2012 aprofundamos nossas leituras sobre alimentação e fizemos algumas experiências crudívoras e frugívoras também. Em junho de 2012 partimos em uma viagem de bicicleta percorrendo 5 países da América do Sul até esta data.Conforme percorremos cada região, aprendemos a utilizar os ingredientes disponíveis e descobrimos receitas vegetarianas e veganas deliciosas.

Abaixo está uma listagem dos alimentos que costumamos comer durante cicloviagens para aquela galerinha que sempre pergunta “Mas se vocês não comem carne, vocês comem o quê, peixe?”. Peixe não meus amigos, peixe não! hehehe Claro, tem muito mais coisa do que isso, mas no momento foi o que conseguimos lembrar:

  • Abacate
  • Abacaxi
  • Abóboras
  • Abobrinhas
  • Alface
  • Algas
  • Amaranto
  • Ameixas
  • Amêndoas
  • Amendoim
  • Amora
  • Arroz integral
  • Aveia
  • Avelã
  • Azeite de Oliva
  • Banana
  • Banana Passa
  • Batatas (Ah, as batatas peruanas!)
  • Batata Yacon
  • Bergamota, mixirica, mimosa…
  • Brócolis
  • Cacau
  • Caldo de cana (melado, rapadura…)
  • Caqui
  • Cenoura
  • Chia
  • Chocolate (sem leite)
  • Cogumelos
  • Couve
  • Damasco
  • Fruta do Conde
  • Gergelim
  • Granola
  • Grão de Bico
  • Inhame (cará, inhame São Tomé, etc)
  • Jabuticaba
  • Jaca
  • Laranja
  • Lentilhas
  • Limão
  • Linhaça
  • Macarrão
  • Maçã
  • Mamão
  • Mandioca (Ah, as tapiocas do Norte e Nordeste)
  • Mandiokejo®
  • Manga
  • Mangabas (Ah, nordeste e seus sucos de mangabas!)
  • Manjericão
  • Mariola
  • Melancia
  • Melão
  • Milho verde
  • Milho (derivados: polenta, cuscus, flocos de milho, etc)
  • Melado
  • Morango
  • Mostarda
  • Nona
  • Nozes
  • Orégano
  • Pães
  • Pepino
  • Pêra
  • Pitanga
  • Pitaia
  • Polenta
  • Polkan
  • Quiabo
  • Quinoa
  • Quiwi
  • Repolho
  • Rúcula
  • Salcinha
  • Tâmaras secas
  • Tamarindo
  • Tapioca
  • Tomates
  • Tomilho
  • Tremoço
  • Trigo
  • Uva passa
  • Xuxu
  • Enfim… a lista ainda vai longe.

O que experimentamos nos países que passamos:

  • Palta – abacate chileno
  • Pan de Indio – Cogumelo comestível que nasce no sul do Chile (não era época quando passamos)
  • Nalca – Caule de uma folha espinhosa que nasce na região sul do Chile, muito parecida com ruibarbo. Tem por toda a beira da estrada na região da Carreteira Austral, sul do Chile. Fica deliciosa em refogados junto com outros legumes ou cozido com arroz.
  • Tuna: fruto de um cactus muito comum no Peru e Bolívia.
  • Cochaiuio: Alga do Mar muito popular no sul do Chile, precisa ser fervida em água, e pode ser usada em refogados de legumes, junto com arroz, etc.
  • Luche: Alga do mar comum no sul do Chile, vendida seca, em blocos como tijolos. Tem sabor que lembra alga Nori usada em sushi.
  • Acelga: Na Argentina e Chile encontramos uma acelga que é diferente da acelga que conhecemos aqui, é mais escura, de caule mais longo e mais fibroso, fica muito bem em refogados ou crua em saladas.
  • Cacau fruta no Pará
  • Cupuaçú desde o Acre
  • Açaí puro batido na hora (Ah, o Pará!)

Alimentos que voltamos a incluir na dieta:

  • Alho: muito nos ajudou a lidar melhor com os efeitos da altitude no altiplano.