{Review} Sacos Estanque Sea To Summit 70D

 

Sacos Estanque Sea To Summit em uso por mais de dois anos.

Sacos Estanque Sea To Summit em uso por mais de dois anos.

Tenho que admitir que nossa primeira experiência com um saco estanque da Sea to Summit  em 2009 foi desastrosa. Mas talvez graças à evolução dos materiais e melhoria da qualidade nos processos de fabricação, nossa segunda experiência com este produto em 2012 até agora tem sido ótima! Eles aguentaram  o sacolejo, trepidação, atrito, poeira e muita chuva destes anos de estrada.

 

Logo no primeiro dia de viagem muita chuva!

Logo no primeiro dia de viagem muita chuva!

Em nossa viagem ao longo de dois anos usamos um conjunto de 3 sacos estanque cada um no início da viagem, e após a redução a bagagem (graças ao calor brasileiro!) passamos a usar apenas 2.

Em nossa primeira viagem de bicicleta lá pelos idos de 2009 adquirimos um saco estanque de 9L para levar apenas câmera, baterias e lanternas. O restante todo do nosso equipamento para 10 dias de viagem estava mal e porcamente embalado em sacolinhas de supermercado. Ao final da viagem, tudo chegou a salvo em casa, inclusive após vários dias de pedal debaixo de chuva, mas a vida útil deste primeiro equipamento de aventura adquirido por nós não iria ser tão promissora. Logo as selagens da costura começaram a soltar, e o jeito foi fazer remendo com fita do tipo silver tape, pra garantir a impermeabilidade da bagunça bagagem.

Sinceramente não sei porque acabamos levando Sacos Estanque desta marca para a viagem que prometia ser longa, considerando a primeira experiência fracassada com o produto em 2009, talvez porque ficamos sem opção a preço razoável oferecido no mercado brasileiro (sacolinha de supermercado, NÃÃÃÃÃOOO!). Mas decidimos encarar o risco, no máximo teríamos que voltar à configuração da odiada sacolinha plástica, mas felizmente isso não foi necessário. Dois anos de uso e ainda aguentarão as próximas viagens que já se desenham nos nossos sonhos.

Veja nas fotos abaixo alguns detalhes dos sacos estanque após dois anos e dois meses de viagem e nos ítens seguintes nossas considerações sobre o produto.

Saco estanque Sea To Summit com remendo de bicicleta

Remendo de bike “pró” para resolver o problema dos furos nos sacos estanque.

Saco estanque Sea to Summit com manchas de mofo

Manchas de mofo: saco estanque que ficou muito tempo molhado dentro do alforje.

Saco estanque Sea to Summit com remendo de bike

Remendo comum de bike para furo gerado por abrasão e trepidação

Vantagens da Configuração Sacos estanque Sea To Summit com Alforjes Alpamayo:

  • Configuração ainda mais leve que qualquer alforje impermeável disponível no mercado, acompanhe o raciocínio:
Alforje Alpamayo 28L (como dianteiro) + Saco STS 13L=~ 575g + (2 x 100g) = 775 g {Preço em nossa loja Virtual R$199,00 (Par Alforjes)+ 2xR$61 (2 sacos estanque) = R$321}
Alforje Alpamayo 62L (como traseiro) + Saco STS 35L=~ 1,1kg+ (2 x 150g) =  1.400g {Preço em nossa loja Virtual R$319,00 (Par Alforjes)+ 2xR$79 (2 sacos estanque) = R$477}
Além de mais leves para suas pernas carregarem na subida, é uma configuração leve para seu bolso. Mais econômico que isso só construindo o próprio equipamento!
  • Rápido para remover toda bagagem da bicicleta e levar, em alguns segundos retira o saco estanque de dentro os alforjes, os quais ficam sempre na bicicleta.
  • Em caso de uma queda da bike ou raspão dos alforjes ao encostar a bike numa mureta por exemplo, o que danifica é o aforje (por ser de cordura, é fácil reparar com costura) e não os sacos impermeáveis protegidos dentro dele.
Café da manhã dentro da barraca, frio lá fora.

Sacos Estanque dentro da barraca sempre limpos e prontos pra voltar pra bike.

  • Mantêm a bagagem limpa para levar tudo para dentro da barraca ou de um quarto de hotel (diferente da configuração de alforjes impermeáveis que após uma chuva em estrada de terra, levam toda lama e sujeira para dentro do local onde você irá pernoitar)
  • Tudo à mão para rapidamente colocar dentro da mochila e ser prático na hora de mudar da bike para o trekking, ou mesmo para passar numa trilha onde precisará carregar a bike, como a que enfrentamos neste trecho da viagem.
  • Levando um saco estanque extra você tem a versatilidade para aumentar a capaciade de carga quando é necessário carregar mais comida, por exemplo. Assim você pode levar alforjes pequenos  só com o essencial, e um saco estanque extra para carregar sobre o bagageiro ou mesmo amarrado ao guidon só naqueles trechos mais punk onde não terá onde comprar comida.
  • Usamos um saco estanque de cada cor para facilitar a localização de cada equipamento guardado em cada lado dos alforjes. Isso facilita até o relacionamento quando se viaja acompanhado, porque você não precisa ficar perguntando a toda hora onde está escondida a barra de chocolate.
  • Para viagens longas, se você eventualmente necessitar substituir um saco estanque em uma localidade remota, será infinitamente mais fácil encontrar uma loja que venda sacos estanque do que uma loja que venda um alforje impermeável.

Cuidados de manuseio 

Evitar exposição prolongada ao sol. Todo material sintético exposto ao sol vai sofrer deterioração precoce, isso serve pra jaquetas imermeáveis, barraca, plástico e até as roupas. Sempre dentro dos alforjes, os sacos estanque estão protegidos e vão durar muito mais tempo. Um dos sinais que os materiais sintéticos apresentam quando são expostos muito tempo ao sol é o ressecamento e perda da maciez/maleabilidade característica.

Evitar que extremidades pontiagudas fiquem em contato com as paredes do saco estanque – tanto por dentro como por fora. Com a trepidação de uma estrada muito ruim, um simples zíper ou botão de uma roupa pode ocasionar um furo por abrasão no saco estanque.

Saco estanque Sea To Summit com remendo de bicicleta

Remendo de bike daqueles “pró” que ganhamos de um amigo ciclista serviu também pros sacos estanque.

Resolvendo os Furos: os nossos tiveram furos por trepidação+abrasão na primeira estrada de terra que pegamos, pois ainda não sabíamos que isso poderia acontecer. Remendamos os furos com cola e remendo simples de bicicleta, os mesmos que levamos para remendar as câmaras de ar de bike. Quando não estávamos com vontade de remendá-los, apenas cortávamos um pedacinho de fita tipo silver tape, elas aguentam menos tempo (uns dois meses) e deixam uma meleca depois, mas na emergência resolvem. Os remendos que fizemos com patch de bike no início da viagem ainda não soltaram.

Gosta do nosso conteúdo? Receba as novidades em primeira mão!

Saco estanque Sea to Summit com manchas de mofo

Manchas de mofo

Evitar deixar os sacos estanque molhados ou úmidos guardados por muito tempo dentro dos alforjes, caso não seja possível evitar isso, as manchas de mofo escuras aparecem na parte externa do saco estanque em dias quentes. Para que a mancha não fique permanente só lavando com sabão e escova. Eu lavei os nossos sacos depois de dois anos, esfreguei com  escova de roupas daquelas bem duras, e esfreguei pra valer, saiu muita sujeira, mas não todas as manchas de mofo. Mesmo com toda força de uma lavagem nada gentil, os sacos estanque não sofreram nenhum tipo de deformação ou desgaste e voltarem a ter a cor original.

Após dias seguidos de umidade extrema, seguido de um dia quente de sol, procuramos deixar os sacos estanque abertos dentro do alforje. Isso para que a umidade aprisionada nas roupas ali dentro evapore ao invés de condensar num saco fechado e quente durante o dia todo. Isso aconteceu uma vez e o odor ao abrir e vestir as roupasnão foi nada agradável.

Outros usos

Sacos estanques são ótimos para lavar sua roupa em viagem sem contaminar os riachos do caminho. Nós colocamos toda roupa suja nos sacos estanque 35L, enchemos de água, pedaços pequenos sabão de coco, ou sabão líquido ou em pó (fora do Brasil é quase impossível achar sabão de coco), fechamos o topo deixando um pouco de ar dentro, e aí agitamos pra valer. É quase tão eficiente quanto uma máquina de lavar. Começamos lavando as roupas menos sujas e reutilizamos a água com sabão para as roupas mais sujas. Descartamos a água bem longe de onde corre o rio. O enxágue segue o mesmo procedimento, só que sem sabão.

Um saco estanque recheado com roupas de frio são um ótimo travesseiro de camping

Pendurar a comida dentro de um saco estanque com uma corda a uma árvore caso o local de acampe tenha chance de receber visita de roedores.

 Este artigo foi útil para você? Deixe seu comentário!

Um review dos Alforges Alpamayo 28L e 62L está sendo preparado, publicação aqui no blog em BREVE! 

Gostou deste conteúdo? Se inscreva e receba conteúdo exclusivo!

Camisetas Algodão Orgânico Pedrilhos - Conheça. Conheça também as Camisetas de Algodão Orgânico Lisas em nosso site Parceiro.